15.11.07

Paixões

O que há de comum entre uma estudante de Estudos Europeus e Política Internacional na Universidade dos Açores, uma americana reformada que vive no Arizona e amante de Jazz, um empresário canadiano, e um deputado português no Parlamento Europeu?

A estudante chama-se Ana Alves aka Irah Anatine, a senhora americana Catalina Streeter em Second Life, e foi com elas com quem falei no espaço Babel no metaverse. O empresário canadiano é Ras Eye em Second Life. E o político é Paulo Casaca, deputado no Parlamento Europeu eleito pelos Açores, no seu segundo mandato, e membro do Partido Socialista Europeu.

Irah explicou-me as razões para tão inusitada convivência. Começou com a sua experiência como residente de Second Life; prosseguiu com o convívio com Paulo Casaca em torno de cafebabel.com (The European Magazine); e continuou com as ideias a borbulhar (na cabeça da auto-intitulada 'gestora do projecto') tentando cruzar objectivos pessoais educativos e culturais em Second Life com a vontade de uma presença activa do deputado no metaverse; a última etapa foi o encontro com Catalina Streeter, que, com os seus 50 anos de Arizona, comprou com Ras Eye uma ilha em Second Life com o sonho de promover e divulgar a sua paixão in-world: o Jazz... e que 'adoptou' Irah Anatine.

Ana estudou o caso, e propôs a Paulo Casaca a compra de metade da ilha de Catalina para instalar a presença institucional do deputado no mundo virtual.
O resultado? Espaços de lazer, de formação e de informação política numa ilha polivalente: Avalon e Babel (o segundo nome deriva da vontade de criar ali uma 'confusão de culturas' e de constituir a sede de cafebabel.com).

Na entrada das instalações de Paulo Casaca pode ler-se: "Paulo Casaca . Eurodeputy . PSE / Europe near you / Find all about Paulo Casaca’s work / Read about European and worldwide issues / Send Paulo Casaca a message / Speak in-world with Paulo Casaca’s assistant".

Irah Anatine toma conta de outras áreas vitais: ferramentas para instituições de educação/comunicação utilizarem Second Life, um espaço dedicado à promoção das universidades, uma biblioteca para colocação de trabalhos de alunos, professores e investigadores, um bar para ser utilizado pelos vários grupos de discussão que existem em SL mas que não têm "terra", uma sala de cinema... e uma agenda cheia!
Catalina afirma com orgulho que Irah Anatine foi a força motivadora na ilha inicial Avalon; agora é Catalina Streeter um dos sponsors de Babel!

Por entre uma visita guiada aos espaços minuciosamente descritos, passámos pela exposição de Nelson D'Aires, um fotógrafo do Porto que recentemente ganhou o prémio FNAC.
Com um brilhozinho nos olhos, Ana aka Irah descreve a suas próximas tarefas: formar a assistente de Paulo Casaca que estará em permanência em Second Life para garantir a ligação dos visitantes com o deputado, criar uma agenda no google para a sala de aulas, preparar computadores open source onde seja possível colocar acesso a links e a notecards com conteúdos formativos de forma a que uma aula possa ser presencial durante uma hora (com o professor) mas cujos conteúdos estejam disponíveis todo o dia...
Terminei a visita com a 'máquina fotográfica' em punho para registos autorizados.

E regressei à ilha da Universidade do Porto onde comecei a escrever esta crónica.
Na memória ficaram as imagens de uma senhora americana apaixonada por Jazz que, um dia, conheceu uma jovem estudante açoriana apaixonada por assuntos europeus e educação/comunicação e que, um dia, conheceu um deputado europeu que se deixou 'apaixonar' por Second Life para explicar a Europa.
Os lugares pouco importam nesta história: percebi que era de paixões e de fluxos que devia falar!

1 comentário:

Summer Wardhani disse...

Subscrevo inteiramente ! Contudo, para mim o melhor ainda é de repente ganharmos paixões novas, por matérias que na vida real nos deixavam tão indiferentes e depois, apresentadas ali sob outra perspectiva, sob outra "embalagem" se kiseres... fazem tilt :)