1.11.07

O Marketing e os Novos Mundos Virtuais

O Jornal de Notícias de hoje, no seu caderno JN Negócios, publica um artigo de Emily Steel, do Wall Street Journal, com o título "Second Life enfraquece e marketing explora mundos virtuais"!

No referido artigo, é apresentado um quadro que contabiliza os visitantes únicos em diversos mundos virtuais, como justificação para o que a jornalista escreve. Segundo o quadro, os visitantes únicos em Setembro de 2007 (e o seu aumento face ao mesmo mês de 2006) nos diversos 'mundos virtuais', foram:
- Webkinz.com: 6.000.000 (+ 592%)
- Clubpenguin.com: 4.700.000 (+147%)
- Zwinky.com: 4.400.000 (+181%)
- Neopets.com: 3.600.000 (+1%)
- Millsberry.com: 2.500.000 (-17%)
- IMVU.com: 2.400.000 (N/D)
- Barbiegirls.com: 1.800.000 (N/D)
- Gaiaonline.com: 1.300.000 (+128%)
- Habbo.com: 600.000 (+39%)
- Redlightcenter.com: 600.000 (+2.276%)
- Kaneva.com: 600.000 (N/D)
- Secondlife.com: 500.000 (N/D)
fonte: comScore

Para perceber a ideia de Emily Steel, e como não conhecia a maioria dos chamados 'mundos virtuais' aqui listados, resolvi dar-me ao trabalho de 'entrar' em cada um deles e de ver o que se passava por lá! Até porque não podia dar opiniões sem conhecer, minimamente, os ambientes!
Apesar de na maioria (à excepção dos três últimos da lista!) não ser necessário instalar uma aplicação no disco (ou seja, funcionam 'em cima' da web), dei de barato poderem ser colocados todos 'no mesmo saco'.
Reparem nas imagens (pela ordem do fantástico quadro):

Que tal? Em alguns dos ambientes aparece o PalUP, conseguiram reconhecer-me?
Falta uma imagem de Second Life, mas essas já conhecem deste blog, pelo menos...
No entanto, qualquer semelhança entre estes 'mundos' é pura coincidência...
Apenas Redlightcenter (com conteúdos para adultos) e Kaneva podem ter alguma semelhança com Second Life e com um 'mundo virtual'.
No mesmo artigo, Chris Collins, da Linden Lab, refere "Há um ano, o manual sobre como fazer uma campanha no mundo virtual estava completamente em branco. O que está a acontecer agora é que os primeiros capítulos do manual começam a surgir."
Ainda no mesmo artigo, Jonathan Nelson, conselheiro da Omnicom, afirma "As pessoas têm ignorado o facto de existirem outros 12 mundos virtuais que têm centenas de milhares de visitantes."
Depois de ler o artigo de Emily Steel, e de saber da compra de parte da Million of Us (empresa californiana especializada em campanhas em mundos virtuais) por parte da Omnicom fiquei com a clara sensação de que todos estavam a falar de coisas diferentes!
Jogos multi-utilizador online, redes sociais na web, redes sociais na web com alguns 'gráficos 3D', ambientes sociais ou mundos virtuais, é capaz de ser muita coisa duma vez só para os senhores do Marketing!
O que é grave, é a comparação entre coisas que, por definição, são incomparáveis!
Eu cá acho que o Marketing (ainda) não sabe o que são os Novos Mundos Virtuais!

4 comentários:

Miguel Krippahl disse...

"Eu cá acho que o Marketing (ainda) não sabe o que são os Novos Mundos Virtuais!"

Thank god for those small blessings :o)

Summer Wardhani disse...

Pois eu voto no Mundo da Barbie !!! Aposto que te divertiste imenso, contaaaa !

Miguel Yesheyev disse...

Olá Paulo. Ia precisamente escrever um post sobre isso lá no nosso blog hoje, após ter visto um artigo publicado na edição de fim-de-semana do Semanário Angolense, citando uma notícia do The Wall Street Journal. Bom, concordo plenamente com a tua análise e fiquei algo incrédulo com o conteúdo da notícia, sobretudo quando os sites começaram a abrir...

Um abraço

Paulo Frias disse...

Miguel Krippahl: !!!
Summer: "Barbie sucks", amiga ;)
Miguel Yesheyev: é mm inacreditável!