30.9.07

Cordão de Avatares em Second Life

Nos primeiros minutos de 30 de Setembro (TMG) participei num enorme cordão de avatares em Second Life, como forma de protesto contra a prisão de centenas de monges budistas, por parte das tropas governamentais, que se manifestavam em Myanmar contra o regime militar.
Certos de que enfrentariam as torturas e a execução às mãos do regime, os monges e os manifestantes por eles liderados, expuseram-se num acto desesperado contra a brutalidade do governo.
Em Second Life, e em inúmeras ilhas, o protesto espalhou-se durante o dia 29 de Setembro, sob a forma de enormes cordões de avatares solidários com os monges budistas de Myanmar!

5 comentários:

Otto Menges disse...

interessante.. abraços.
;)

Pedro Lucas disse...

Eis aqui uma diferença entre um MMORPG e Second Life. Em Second Life, os avatares protestam contra o regime birmanês, mas ninguém pode chegar lá e começar à chapada aos protestantes, que é o que acontece na vida real, e foi o que aconteceu aos monges na Birmania. Num MMORPG como o World of Warcraft, houve há tempos um enterro virtual devido à morte real do dono de uma personagem do jogo. Reuniram-se umas dezenas de avatares para lhe prestar homenagem, mas eis que a notícia chegou à outra facção, que resolveu invadir o funeral à chapada, e a coisa acabou numa batalha campal.. virtual.

anton disse...

cambada de preguiçosos.e irem para as ruas?sempre tinha mais impacto.

Anónimo disse...

Que ridículo. Manifestação? E tirar o rabo da cadeira?

António Fagundes

maga disse...

fikei interessada em voltar...

nao sou residente da second life...gostaria mas..ainda nao o fiz!!

ate breve