22.7.08

Second Life para Tótós

Eric Rosenbaum, investigador do Lifelong Kindergarten do MIT Media Lab, é um dos responsáveis pelo projecto Scratch For Second Life, mais conhecido por S4SL, uma aplicação que corre em Windows e Mac OS, e destinada a criar graficamente scripts para Second Life.

A novidade reside no facto de não ser necessário escrever uma única linha de código, apenas organizar visualmente uma série (ainda curta) de eventos, tratando a aplicação de 'escrever' o script que com copy/paste podemos colocar nos conteúdos de um qualquer objecto em SL.

Apesar de o número de acções serem ainda limitadas, este projecto do MIT Media Lab é um primeiro passo para uma versão de Second Life para Tótós, no que à programação diz respeito.
Muitos dos 'residentes' de SL certamente agradecerão a iniciativa...
Aqui fica o vídeo de apresentação de S4SL, que não deslumbra! É bem mais divertido fazer o download de S4SL e testar a programação graficamente orientada copiando-a para Second Life!


4 comentários:

P@ulo disse...

Este acessorio para elaboraçao de scripts é o ideal para iniciantes e nao sódo SL.Eu próprio que ja nasci ha algum tempinho no SL tiro um grande usofruto visto que contruo qqr tipo de objecto ou ferramenta,em vez de comprar esses ditos scripts faço-os Eu .Grande ajuda para quem nao entende C++,JavaScript.

P@ulo disse...

Existe tbm um livrinho denominado

Second Life for Dummies (For Dummies) (Paperback)
by Sarah Robbins (Author), Mark Bell (Author)
Um belo tutorial para aprender a perceber as potencialidades do SL.

O auditório virtual do Centro Cultural Bradesco, no Second Life, recebe os especialistas Sarah “Intellagirl” Robbins e Mark Bell, para a realização do workshop "Second Life e Web 2.0". O encontro promete muitas novidades, já que ambos, além de consultores reconhecidos, são os autores da original obra “Second Life for Dummies”, lançado recentemente nos Estados Unidos, ainda sem tradução no Brasil. Numa abordagem “easy-to-use”, o livro discorre sobre as múltiplas possibilidades de navegação e aplicação do Second Life, incluindo desde a configuração de um avatar, à interatividade na promoção de negócios e redes sociais.

Especialista atuante em mundos virtuais e suas diversas aplicações em marketing, educação e desenvolvimento, Sarah “Intellagirl” Robbins é requisitada estrategista e consultora de mercado e do meio acadêmico, em assuntos que envolvem Web 2.0, novas tecnologias e mídias emergentes; entre outros. Mark Bell atuou por 14 anos na indústria de software, é pesquisador, autor de blogs e doutorando na Universidade de Telecomunicações de Indiana, onde desenvolve estudos sobre redes sociais em mundos virtuais.

Anónimo disse...

"no que há programação diz respeito" não tem "h"!

Paulo Frias disse...

ooppss!!! obrigado pela nota, 'anónimo'. acontece...