16.6.08

Lindens zangam-se com a 'balcanização' de Wagner James

Wagner James Au escreveu há dias, no seu blog, o artigo 'As sombras escondidas de Second Life', ao qual me referi recentemente aqui.

Ao que parece, os Lindens não gostaram muito da acusação de 'balcanização' em curso no metaverse defendida pelo blogger (pelo menos a julgar pelos comentários), e Wagner fez hoje questão de esclarecer o seu ponto de vista.

Pela sua pertinência e clareza, entendi oportuno rever os argumentos de Wagner James no seu post 'Como deverá ser Second Life em 3D?':

"Existem poucas evidências da procura de um mundo virtual 3D intensamente imersivo; em vez disso, os dados sugerem que o mercado diminui na proporção inversa ao aumento de imersão.

E porque digo isto? Reparem nos números:

Top dos Mundos Virtuais / MMO, em função da utilização, em 2008:

- World of Warcraft, 10 milhões de subscritores
- Habbo Hotel, 8 milhões de utilizadores activos por mês
- RuneScape, 5 milhões de utilizadores activos por mês
- Club Penguin, 4 milhões de utilizadores activos por mês
- Webkinz, milhões de utilizadores activos por mês

fonte: Gigaom

Há várias observações que podem ser feitas a esta lista. Primeiro, em nenhum dos casos existem gráficos 3D de última geração, topo de gama (WoW é 3D, mas desenvolvido com gráficos que correm bem em PC's antigos, embora não realísticos). Para além de Warcraft, no entanto, mais nenhum destes MMO's é realmente 3D, mas sim 2,5D. E enquanto alguns pensam que o interesse do mercado nos MMO's 2,5D levariam à procura de mundos virtuais mais imersivos e graficamente mais ricos, parece acontecer o oposto (o - ainda - popular Habbo Hotel foi lançado em 2000, e os seus gráficos tipo cartoon são basicamente os mesmos).

E é necessário 'descer' alguns milhões de utilizadores para encontrar MMO's e mundos virtuais que incorporam gráficos de última geração que exigem cartas gráficas 3D para optimizarem a visualização: Lord of The Rings Online com cerca de um milhão de subscritores, Age of Conan com cerca de 750.000 subscriptores... e Second Life com 550.000 utilizadores activos por mês.

E porque acontece isto? Aqui entramos em mera especulação, mas parece que a experiência das pessoas ultrapassa a em muito a questão da imersão; em vez do fascínio pela intensidade da simulação, elas sentem-se repelidas por ela. A questão do género pode ser um factor, e isso é particularmente preocupante. Um estudo do Georgia Institute of Technology sugere que a maioria das raparigas prefere de longe os jogos 2D que os 3D (questões técnicas à parte, o mais importante é: Se Second Life se tornar mais e mais 3D, irão as mulheres abandoná-lo?).

Sejam quais forem as razões, os números são difíceis de rebater. Os mundos virtuais dominantes não são fotorealistas e, em termos de popularidade máxima, não existe uma indicação clara de que o fotorealismo contribua para o aumento das vendas. As vendas da XBox 360 e PS3, a nova geração de de consolas com gráficos 3D topo de gama, são eclipsados pelo Wii.
(...)

A missão da Linden Lab é 'Ligar toda a gente a um mundo online que melhore a condição humana.' Penso que todos os que lêem o meu blog partilham deste sentimento. Mas se os Lindens realmente acreditam no que escrevem, a questão passa a ser: quais os melhoramentos técnicos que actualmente tornam mais difícil que a maior parte das pessoas se ligue entre si?"

fonte: new world notes

1 comentário:

ScorpionSoul disse...

Bem eu pessoalmente como jogador de sl gosto da ideia deste estar cada vez mais realista, talvez seja suspeito visto que estou ligado ao sl pela construção e como sabem um objecto com sobra da muito mais impacto no sl do que um sem sombra, para alem disso como devem sabem (ou não) para aplicar sombras sem esta tecnologia gastamos prims, os belos e preciosos (e caros) prims que a LL nos fornece.
Por outro lado sim… a plataforma vai ficar mais exigente e alguns utilizadores vão ficar de fora tal como aconteceu com a passagem para o windlight, acho que a solução era haver um view do sl base com apenas a tecnologia necessária para interagir dentro da plataforma e ou view mais recente para quem quer desfrutar a sério. SS