15.6.08

'E Tudo o Windlight levou'!

A polémica figura de Prokofy Neva, no seu blog Second Thoughts, não perde uma oportunidade para espetar diárias alfinetadas na turma dos Linden.

Desta vez, Prokofy comenta o vídeo de Torley sobre sombras, Windlight e outras inovações no 'maravilhoso' Second Life do futuro...

Atira Prokofy:

"Os Lindens, no seu escritório soalheiro da Califórnia, rodeados por geeks e outras pessoas que fazem das graduações modo de vida, cada vez com menos custos, não vivem como o resto do país - ou o resto do Mundo, e não se apercebem disso quando falam de computadores e de cartas gráficas.

A maioria das pessoas não é como os geeks de Silicon Valley. Não montam os seus computadores, ou compram máquinas personalizadas caríssimas. Adquirem computadores nas prateleiras das lojas que são o que a indústria oferece 'a todos nós' que vivemos fora dos círculos mágicos.

(...)

A maior parte do país vive assim. Liguei para familiares, dei umas voltas, falei com colegas. A maioria NÃO são geeks. Vão a uma loja, à Data Vision ou à Comp USA ou encomendam à Dell (que recusa dizer qual dos seus computadores corre melhor Second Life e que recusa publicitar isso em SL, o que é uma coisa incrivelmente retardada). E gastam não $2000 ou $1500 num desktop (os laptops correm SL indecentemente ou são caríssimos para que funcionem bem), mas gastam $500-750. Não sabem como instalar sózinhos uma placa gráfica, e têm receio de tentar desde a última vez que um geek lhes disse que era muito simples e danificaram o sistema irreparavelmente. Desculpem, mas isso (o que pensam os Linden) não é a norma. Torley (Linden) deveria entender isso para que os Lindens parassem de perder clientes.

No outro dia, enviei um IM a uma pessoa bem conhecida dos primeiros dias de SL, um produtor de conteúdos. Não conseguia encontrar a sua loja nem os seus produtos, e queria vê-los de novo, mas devo ter-lhes perdido o rasto. Deixei uma mensagem, e quando regressei encontrei um IM 'Podes ficar com tudo de borla, não estou mais no negócio.' Verifiquei o seu perfil, e apareceu a frase 'Gone with the Windlight'!..."


Para Prokofy Neva, 'balcanização' é um termo demasiado suave.
Do que Neva fala, é dos 'ventos que tudo levam', e que nascem das iluminadas cabeças de uma elite tecnológica que faz do 'resto do pessoal' um bando de iletrados.

Já aqui falámos desta presunçosa atitude de Silicon Valley, na época a propósito de trademarks, lembram-se?

2 comentários:

Ana Lutetia disse...

Gone with WindLight - é uma frase linda!

Anónimo disse...

Ainda bem que os chamados "geeks" mencionados na materia são como são. Se fossem ficar levando sempre em consideração se os usuarios tem ou não equipamento que consiga fazer funcionar as novas tecnologias, até hoje estariamos navegando em Internet a 56kbps.